Arquivo da tag: clipagem

Freeporto faz 20ª edição

 Por Diogo Guedes, 

Publicado no Jornal do Commercio, 17 de dezembro de 2011

Evento literário pernambucano que mais faz jus à alcunha de “festa”, a Freeporto chega hoje, às 18h, no Bairro do Recife, a sua 20ª edição no ano. Para comemorar, o festival organizou uma noite de luau, com o lançamento do Manual da Freeporto, ao lado do Obelisco da Restauração Pernambucana. Ao mesmo tempo, as cidades de Goiana e Paulista organizam suas próprias programações.Com recitais e um breve balanço da atividade, a noite vai ser marcada pela distribuição, para os interessados, do manual, uma espécie de modelo com sugestões para a realização de festas literárias. Segundo o poeta Wellington de Melo, um dos membros do coletivo Urros Masculinos, para criar sua própria Freeporto, só é preciso obedecer a três “regras”: não ter fins lucrativos, não ter mensagens de ódio e ter relação com a literatura. “Na verdade, queremos provocar com o Manual da Freeporto uma reflexão sobre o que constitui um festival literário”, explica.Segundo o autor, o evento, a partir de agora, passa a ser uma marca disponibilizada em Creative Commons. Isso significa que qualquer um poderá organizar suas festas com o mesmo nome a qualquer momento. “Nossa ideia era plantar uma semente, indicar que todo mundo podia fazer eventos literários”, conta o escritor.

Com a ideia espalhada, duas cidades têm a sua própria Freeporto. Em Goiana, a programação da A Free Cana tem três leituras poéticas: no Espaço Dona Solange, às 9h, no Mercado Público, às 12h, e no Ponto de Cultura Alafiá, às 17h. Em Paulista, o evento conta com recitais, intervenções e apresentação dos grupos Subversivos, Tangerina Azul, The Price of Existence e Projeto Gato Atropelado, a partir das 20h.

Para Wellington, esses eventos provam que a Freeporto alcançou seus objetivos nesses três anos de existência, e o testemunho disso é a existência de edições da festa organizadas por outras pessoas que não seus criadores, o grupo Urros Masculinos. Eles não pretendem organizar a festa no próximo ano, mas nada impede que ela volte a acontecer, pelas mãos do coletivo, no futuro.

Ainda segundo o poeta e gestor da área de literatura da Secretaria Estadual de Cultura , o Urros Masculinos deve agora diminuir seu ritmo de atividades, para dar liberdade para os projetos pessoais de cada um de seus membros – além dele, fazem parte do coletivo os escritores Artur Rogério e Bruno Piffardini. Os colegas vão se dedicar a suas carreiras e produções individuais. “Quero, por exemplo, terminar meu primeiro livro de ficção, Estrangeiro no labirinto, para o final do ano que vem”, anuncia o escritor. (D. G.)

Freeporto – hoje, no Bairro do Recife, em Goiana e em Paulista. Programação completa no site: freeporto.wordpress.com.

Anúncios

Marcelino, o jabá e o urubu

Durante a Balada Literária, Marcelino Freire fez questão de divulgar a FreePorto, num jabazinho 3D, com direito a urubu da artista plástica Márcia Brito. Nesta foto, tirada pela querida Ivana Arruda Leite, que esteve com a gente ano passado, Marcelino, todo prosa com Sebastião, como foi batizado por aqui o urubu de Márcia.

Sebastião confirmou sua presença na FreePorto, aliás, e dará voos rasantes malfazejos durante as festas, garantindo alegria e satisfação a todos os presentes, além de anunciar um final trágico. 

Quem quiser conferir, mais uma vez, a programação da FreePorto ou navegar pelas cartas de intenções de nossos governadores, fique à vontade!


A FreePorto 2010 inova o conceito de Festa Literária

Publicado na Revista Algo Mais, dia 18 de nov. de 2010.

Entre os dias 03 e 05 de dezembro, o Bairro do Recife Antigo irá se transformar em um estado autônomo, e imaginário, chamado A República da Nova Bulgária. A FreePorto chega com o objetivo de discutir e refletir o conceito tradicional de festa literária, promovendo uma maior interação do público leitor com a literatura e os escritores. Em sua segunda edição, a proposta é transformar o Recife Antigo em um grande livro vivo.

O bairro será o palco da Nova Bulgária, que constitui um universo fictício, com governo próprio, em que os escritores poderão ser “donos da rua”. A história já começou a ser traçada. Escritores como Ivan Moraes Filho, Moisés Neto, Marcelinho Freire e Sidney Rocha já adquiriram suas terras na Nova Bulgária (que são, na verdade, ruas do Recife Antigo), e serão empossados durante o evento. Cada escritor pode criar as próprias leis dentro da província, e o público leitor poderá participar de uma grande narrativa sobre o casamento da raposa com o rouxinol. 

Promovida pelo grupo Urros Masculinos, a grande proposta do evento é transformar a FreePorto não em uma festa literária tradicional, mas, sim, em uma grande narrativa ao ar livre. Durante a programação, haverá conferências com nomes da literatura pernambucana e nacional, além da presença de escritores como o poeta uruguaio Martín Palácio Gamboa, Mario Prata, Ronaldo Correia de Brito, Nicolas Behr, Bruna Beber, Allan Salles, Aymmar Rodriguéz e Marcelino Freire, além dos representantes da nova geração pernambucana de escritores. 

Este ano, os homenageados da FreePorto são os escritores Lucila Nogueira, Silvana Menezes e Campos de Carvalho. Cada dia do evento é baseado, respectivamente, a partir das obras de cada escritor homenageado. Além disso, fazem parte da programação deste ano apresentações musicais, sessões de leitura, conversas, lançamentos de livros, entrega do 1º Prêmio Pierre Menard de Cover Literário (para quem fizer o melhor texto cover de autor favorito), entre os eventos que acontecerão no decorrer dos três dias.  

O FreePorto irá acontecer, principalmente, na Rua da Moeda e no Espaço Corpos Percussivos.
PROGRAMAÇÃO

No primeiro dia da FreePorto, o escritor e músico uruguaio, Martín Palácio Gamboa irá realizar uma apresentação musical, a partir das 20h, no Espaço Corpos Percussivos. Já a partir das 22h, os escritores pernambucanos Artur Rogério, Wellington de Melo e Bruno Piffardini irão comandar a posse dos senadores da Nova Gulgária, na Rua da Moeda, com participação do músico Allan Sales, que irá interpretar o hino neobulgáro. 

No sábado, dia 04, está previsto um passeio turístico de ônibus, com intervenções literárias, pelas províncias da Nova Bulgária, a partir das 14h, com saída na Rua da Moeda. Já às 14h, duplas de escritores como Allan Sales e Mariane Bigio, Malungo e Isabella Marques, Pedro Américo de Farias e Flô, além de Raísa Feitora e André de Senna, irão se apresentar na Rua da Moeda. O público ainda terá a oportunidade de sabatinar, sem a presença de um mediador, o escritor pernambucano Marcelino Freire. 

Para fechar o penúltimo evento da FreePorto, a partir das 18h, na Rua da Moeda, os músicos pernambucanos João Menelau, Kiko de Carnavale e Zé Manoel interpretarão O Casamento da Raposa na Nova Bulgária. Logo após, a público poderá curtir o show das bandas Sabiá Sensível e Rivotrill.

Para saber mais sobre a programação e as novidades da FreePorto 2010, acesse o site http://www.freeporto.wordpress.com

Link original: http://www.revistaalgomais.com.br/pdf/a_freeporto_2010_inova_o_conceito_de_festa_literaria.pdf


FreePorto privilegia participação do leitor

 Publicado na Folha de Pernambuco

Entre os próximos dias 3 e 5, o Bairro do Recife vai se transformar em um mundo imaginário: a República da Nova Bulgária, povoada por escritores e artistas participantes da FreePorto 2010. O evento, que surgiu com a proposta de subverter o conceito de festa literária, propõe, em sua segunda versão, a construção de uma narrativa viva, com ampla participação do público leitor. Em coletiva de imprensa, ontem, o grupo Urros Masculinos divulgou a programação completa do evento, com destaque para a participação do escritor Mario Prata e o uruguaio Martín Palacio Gamboa.

A história da Nova Bulgária já começou a ser escrita, com a aquisição de lotes de terra (na verdade, diferentes espaços do Bairro do Recife) por escritores, como Ronaldo Correia de Brito, Sidney Rocha, Cida Pedrosa, que serão devidamente empossados durante a festa. Os encontros desta edição, realizados principalmente na rua da Moeda e no Espaço Corpos Percussivos, fazem alusão aos homenageados do evento: escritores Lucila Nogueira, Silvana Menezes e Campos de Carvalho.

Lançando-se como um livro vivo, a FreePorto concede espaço privilegiado ao leitor, a contar com a abertura da festa a cargo do pernambucano Daniel Xavier. Na condição de leitor, ele conversará sobre Campos de Carvalho com os escritores Marcelino Freire e Mario Prata. Em outra atividade, o público, sem a presença de mediador, sabatina Marcelino Freire.

Está previsto ainda um passeio em ônibus, com intervenções literárias, com destino às províncias da Nova Bulgária. A programação conta com apresentação de duplas de escritores, como Pedro Américo de Farias e Flô, além de Jomard Muniz de Britto e o poeta mato-grossense, radicado em Brasília, Nicolas Behr, autor de “Braxília revisitada” e “Laranja Seleta”. Behr participa ainda de uma conversa com a escritora carioca Bruna Beber. Gerusa Leal, Cícero Belmar, Lúcia Moura, Fernando Farias e Raimundo de Moraes se unem na leitura de contos. Algo que também norteará o encontro do critíco Cristhiano Aguiar com o autor premiado Ronaldo Correia de Brito. A programação inclui a participação do escritor cearense Everardo Norões, que vai contemplar sua produção poética. Lançamentos de livros também marcarão a festa, caso de Silvana Menezes, que vai autografar seu primeiro livro publicado, “Vire a página”, e Cristhiano Aguiar, que assina “Os Justos”. Estão previstas também apresentações musicais. A programação completa está disponível no endereço http://free porto. word press.com

 Link original: http://www.folhape.com.br/index.php/caderno-programa/603900?task=view


%d blogueiros gostam disto: